Poppie is a little sloppy.

Tente lembrar de cabeça a quantidade de episódios de Seinfeld em que a comida tem um papel importante.

(…)

Lembrou de quais? A espera no restaurante chinês? Kramer passando manteiga no corpo? A balinha que cai dentro de um paciente sendo operado? O iogurte sem gordura? O nazista da sopa? A quitanda que expulsa Jerry e Kramer por devolverem uma fruta estragada? A tentativa de Babu fazer um restaurante tipicamente paquistanês? A manga que causa ereções no George? Os incontáveis episódios em que Jerry devora sucrilhos?

Esse é o episódio de Seinfeld em que a higiene do que comemos é o tema central. Começa com a namorada de Jerry não aceitando um pedaço de uma deliciosa torta de maça do Monk’s, sem explicar o motivo. A hilária neurose judaica toma conta de Jerry, que passa o episódio tentando entender por que a mulher não provou a torta – ficou apenas balançando a cabeça negativamente, assustada.

Termine o namoro”, recomenda Elaine. “Eu já terminei com um cara porque ele não me ofereceu um pedaço de torta”. Mas Jerry acaba indo jantar no restaurante do pai da namorada, vê ele saindo do banheiro sem lavar as mãos, e tem exatamente a mesma reação da namorada quando é convidado a provar a pizza preparada pelo sogro – balança a cabeça negativamente, sem explicar o motivo.

No final do episódio vamos ver essa mesma cena pela terceira vez: George arruma uma briga por causa de um terno em promoção e quando sai para jantar com possíveis empregadores percebe que o cozinheiro é seu desafeto. Quando chega a sobremesa e o garçom avisa que foi feita “especialmente pra ele”, George põe o emprego em jogo ao apenas balançar a cabeça negativamente e não aceitar um pedaço.

Sem nunca mostrar uma cena repulsiva, mesmo com um tema tão indigesto, o episódio deixa as sabotagens alimentícias subentendidas – mas jamais saberemos o que realmente aconteceu com a torta no início do episódio. O momento alto é quando o sogro de Jerry é preso pela vigilância sanitária (esses tipos têm sempre um ar de detetive de filme noir) e “Poppie is a little sloppy” (ou “Poppie é um pouco desleixado”) se torna mais uma das falas memoráveis de Seinfeld.

Kramer está com uma coceira crônica nas costas e passa a namorar uma garota com unhas grandes apenas por isso (fãs muito atentos perceberão a falta de Ruthie Cohen, a caixa da lanchonete que nunca fala ou faz nada, nem é creditada, mas está em quase todos os episódios de Seinfeld). Quando a coceira acaba ele tem que dar uma desculpa pra acabar o relacionamento.

Enquanto isso, Elaine descobre um manequim de loja idêntico a ela: um Elainequim! É o segunda e última vez que vemos Ricky, o nerd obsecado pelo TV Guide que em The Cigar Store Indian (Ei! Também fui eu que fiz a resenha deste episódio aqui no Movimento! ;)) conhece Elaine – e neste episódio (SPOILER!) aparece como o designer do manequim idêntico à Elaine. O ator Sam Lloyd depois ficaria famoso por papéis esquisitões e faria sucesso em Scrubs.