Um homem pode assistir o filme mais idiota e chato do mundo se existe a mínima chance que uma mulher irá tirar a camisa nele.

Tudo começa com Jerry no Improvisation. Ele ia fazer um show, mas ia atrasar. Ele não poderia fazer mais tarde porque tinha outro show 21h50, e depois iria ver o filme Checkmate (mais um filme fantasia da série) com a gangue. Vendo que não tinha saída, ele desistiu do filme e decidiu que ia fazer o show mais tarde mesmo. Um substituto entrou em seu lugar nesse show.

Jerry foi ao outro gig, e o homem da porta diz que ele está atrasado. O show era 21h15, e não 21h50. Taí uma coisa muito boa na nossa língua. A gente pode confundir N com M, B com P, mas hora não tem como. Ou seja, se tivermos um bom relógio, nunca chegaremos atrasados a uma partida de boliche.

Seinfeld perdeu dois shows do dia. Pelo o menos faria o de mais tarde. Então eis que encontra com o substituto do primeiro show, que faz piadas mais horrendas que posts prontos do Kibe. E ele é CHATO. Bem, não tem como não ser né.

Jerry tem que ir ao cinema para avisar aos amigos que não vai poder ir. Olha isso, é como mandar uma carta pra avisar que teve um derrame e que precisa de ajuda. O tal do substituto sugere rachar um táxi, e Jerry tenta sair dessa de todo jeito.

George, Elaine e Kramer já estão no cinema. Mas eles achavam que estavam na fila para comprar, quando estavam na fila pra entrar. Ou seja, o filme vai começar e eles não tem ingresso. E já esgotou. Kramer lembra que tem uma sessão mais tarde em outro cinema, que ainda dá pra pegar. Então decidem ir. Mas se Jerry chegar? Ah, então o Kramer fica e George e Elaine vão.

Por isso eu odeio cinema com GALERA. Não que eu tenha ido muitas vezes, porque não tenho muitos amigos, mas acho chato demais. Além de ter a complicação de marcar quando todo mundo pode, se encontrar horas antes e se alguém for chegar atrasado, guardar lugar, ainda tem o problema de ter que COMENTAR o filme logo depois. Até só com uma pessoa às vezes é irritante, por isso. Principalmente em filmes profundos como Ponce de León, porque você ainda tá tonto com o filme, pensando na vida, no sentido das coisas, na tristeza, ai vem a pessoa e fala “GOSTOU DO FILME? QUAL SUA PARTE PREFERIDA?”

Porra, é que nem perguntarem como tá o empadão antes de eu mastigar.

Enfim, Jerry está no táxi com o tal do chato. E ele é chato demais. Ele está pedindo pro Jerry prometer que não vai comer mais peixe, como alguém que pede pra prometer que vai fazer Muay Thai. Enquanto isso, Kramer está na fila esperando Jerry. Mas está com muita fome, e do outro lado da rua tem um lugar de cachorros quentes, o Papaya King.

No outro cinema, o filme vai começar e nem Kramer nem Jerry chegaram. Então Elaine entra e vai tentar guardar 3 lugares. George fica do lado de fora esperando pelos outros. Ninguém chegou ainda, então George vai buscar Kramer. Elaine fica sozinha no cinema e desiste de guardar os lugares. Só que quando George chega no outro cinema, Kramer foi pro Papaya. George volta pro cinema, e agora Jerry chegou. Isso é muito frustante. Esse é um episódio que claramente não faria sentido nos dias de hoje. Ele inteiro poderia ser resolvido com um celular.

Enfim, Jerry entra na sala pra falar com o pessoal (ele pensa que eles estão no primeiro cinema. Todos se desencontram mais um milhão de vezes. Tantas vezes que falar tudo seria ridículo de grande. George acaba entrando no Rochelle Rochelle. Elaine perde o lugar quando vai comprar pipoca e entra no Rochelle Rochelle para esperar o outro filme terminar. Jerry chega atrasado e perde o terceiro show do dia. Sem o que fazer, vai ver Rochelle Rochelle com o chato. Agora, o que custa negar uma ida ao cinema com um chato esquisito? Enfim, os três estavam finalmente na mesma sala e o filme estava uma merda, e resolveram sair.

Moral da história: compre um celular.