Um pouco mais de respeito… Pois eu sou Costanza, o Senhor dos Idiotas.

Este episódio é sobre consequências geradas por atos impensados. Tanto a história principal como a secundária, que apoia a trama, destacam os problemas causados por uma frase mal formulada ou uma ideia mal pensada.

Tudo começa com Kramer, impecável no papel de vizinho estranho, mostrando a Jerry e Elaine a sua nova vida, traçada pelo revolucionário mousse de cabelo. Antes que possamos pensar na resposta para a pergunta “Existe homem mais bonito que Kramer?” os três são interrompidos pela discussão entre Harold e Manny, outros vizinhos estranhos, mas com um décimo da graça do Kramer.

É aí que a história é oficialmente apresentada.

Jerry sossega a briga e fica então sabendo que o apartamento acima do seu havia desocupado e que, por miseros 400 dólares, uma pessoa sortuda poderia se mudar para ali imediatamente. Jerry corre para seu apartamento e fala para Elaine sobre a vaga no prédio. Ambos ficam eufóricos por alguns instantes e então Jerry se da conta da besteira que fez: colocou a ex-namorada morar sobre o seu teto.

Na trama paralela, George decide começar a usar uma aliança de casamento para que as mulheres fiquem mais interessadas nele. Praticamente um enlarge your penis dos anos 90. Mais a frente do episódio, ele descobre que usar uma aliança deixa as mulheres interessadas somente até o ponto de não quererem nada com ele.

Jerry fica sabendo que Elaine não poderia mais ficar com o apartamento, a não ser que tivesse 5 mil dólares. No momento em que Jerry está transmitindo as “más” notícias à Elaine, Kramer tem uma “boa” idéia, e numa sucessão de fatos e frases rápidas dignas de um episódio do Chapolin, Kramer acaba emprestando 5 mil dólares de Jerry para Elaine. E aí a trama vai adiante.

O episódio é bom, com momentos excelentes de Kramer que faz a simplicidade virar o caos numa rapidez absurda.

Só não consegui engolir o propósito humorístico de Manny e Harold. Em um release dedicado apenas aos dois, eu escreveria: “Dois personagens de culturas diferentes que brigam”. Não é nada mais do que isso. E nem deveria, tanto que a dupla não volta a aparecer no futuro do seriado.